Portal do Viola News
Laboratório S. Jose
Pedro Henrique
Mercado Rio Bonito
Kabnha's
Perereca
Veterinária São Francisco
Hotel e Restaurante
Pedro Henrique
Fina flor
Farmácia Santa Inez
Mercado N.Sra aparecida
Farmácia Bom Preço
Diego Mistura Raimondi
Escritório Francisco Alves
Katia Biju's
Tok e art
Posto Beltramim
Cantinho do Sorvete
EMOÇÃO FATAL

Torcedor infarta e morre no gol da virada do Flamengo sobre o River, diz família

Família conta que o homem estava assistindo ao jogo em casa com a filha e teve infarto após o gol que garantiu título da Libertadores do Flamengo.

24/11/2019 17h07Atualizado há 2 semanas
Por: Mauricio Biriba
Fonte: Diário do Nordeste
249

O torcedor do Flamengo Washington Vasconcelos, de 40 anos, passou mal e faleceu na tarde deste sábado (23) enquanto assistia a final da Copa Libertadores em casa, no bairro Conjunto Ceará. No segundo gol marcado contra o River Plate, time argentino, o empresário cearense começou a se sentir mal e foi socorrido por vizinhos que o encaminharam para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Washington estava em casa com a filha de 8 anos, os sogros e sua comadre, quando precisou ser socorrido. Ele se queixou de uma fraqueza nas pernas assim que começou a comemorar a vitória do time. Em seguida ele caiu e sua comadre tentou ajudar, porém foi necessário levá-lo a UPA já que a ambulância solicitada demorou a chegar no local. Na ocasião sua esposa estava no trabalho.

Um parente da família, que preferiu não se identificar, conta que outros casos de morte por infarto já foram registrados na família. “Ele infartou no segundo gol do Flamengo, ele era flamenguista doente. Talvez (tenha sido) por conta da emoção”, relata. O familiar disse que outros casos de infartos já foram registrados na família.

Fabíola Serpa, cunhada do homem, foi ao local para ajudar a socorrê-lo. “Os homens pegaram ele, colocaram no carro de um vizinho. Fomos o vizinho, eu e ele. Só que na UPA ele já estava sem batimentos, tentaram reanimar, fizeram de tudo, mas infelizmente não conseguiram”, conta.

Ela relata que Washigton não tinha nenhum problema físico, caminhava, pedalava e cuidava bem da alimentação e lembra que ele havia marcado um cardiologista por reclamar de um desconforto no peito. “O médico, no atestado de óbito, colocou que ele teve uma arritmia e que na hora o sangue foi para o pulmão. A palavra que ele usou é que foi uma fatalidade”, frisa.

CUIABÁ  MT     

Na capital mato-grossense o motorista de ônibus Valdecir Rosa de Farias, de 41 anos, também morreu neste sábado (23) ao comemorar o segundo gol do Flamengo contra o River Plate, em Cuiabá.

A família assistia ao jogo na casa de um vizinho quando o motorista passou mal. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, e constatou morte por parada cardíaca.

Jucielly conta que, há 3 anos, o motorista teve o coração operado, e usava marcapasso.

Ele deixa dois filhos, um homem de 21 anos e uma menina de um ano e dez meses.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias