Portal do Viola News
Mercado N.Sra aparecida
Laboratório S. Jose
Tok e art
Diego Mistura Raimondi
Farmácia Santa Inez
Mercado Rio Bonito
Katia Biju's
Escritório Francisco Alves
Pedro Henrique
Kabnha's
Pedro Henrique
Cantinho do Sorvete
Perereca
Veterinária São Francisco
Farmácia Bom Preço
APREENSÃO

PRF apreende mais de mil celulares na região de fronteira

Em duas apreensões, uma em Alto Paraíso (PR) e outra em Santa Terezinha de Itaipu (PR), celulares avaliados em mais de R$ 1 milhão foram apreendidos; quatro pessoas foram presas

07/01/2020 18h27Atualizado há 2 semanas
Por: Mauricio Biriba
Fonte: Agência PRF
102

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu nesta terça (7), na região de fronteira do Paraná, mais de mil aparelhos de telefonia celular importados ilegalmente.

Por volta das 6 horas, agentes da PRF abordaram um motorista de um GM Classic, na BR-487, em Alto Paraíso. Durante a abordagem, os policiais encontraram 547 aparelhos celulares no interior do carro e no porta-malas, avaliados em cerca de R$ 500 mil.

Perguntados, o motorista, de 31 anos, desempregado e morador de Umuarama (PR), disse que retirou o carro já carregado em Mundo Novo (MS) e o entregaria em Umuarama. Já a passageira, uma mulher de 25 anos, também desempregada e moradora de Umuarama, disse que foi contratada para fazer companhia para o motorista.

Diante dos fatos, os dois foram presos em flagrante pelo crime de contrabando e conduzidos, juntamente com os eletrônicos, para a Polícia Federal em Guaíra, para o registro do crime.

Mais tarde, por volta das 13 horas, em Santa Terezinha de Itaipu, agentes da PRF deram ordem de parada a um motorista de uma van de passageiros, na BR-277. Durante a revista no interior do veículo, que estava vazio, os policiais encontraram um compartimento oculto no teto da van, onde estavam armazenados mais de 500 celulares, avaliados em mais de R$ 500 mil.

O motorista, um homem de 50 anos, morador de Foz do Iguaçu (PR), disse aos policiais que entregaria a carga na cidade de São Paulo (SP).

Diante dos fatos, a van foi lacrada e entregue, com o motorista, na Polícia Federal em Foz do Iguaçu, para o registro do crime de descaminho. Por conta da lacração da mercadoria, não foi possível realizar a contagem dos aparelhos, que será realizada posteriormente, pela Receita Federal.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias