Quarta, 25 de Maio de 2022
14°

Poucas nuvens

Francisco Alves - PR

Geral Paraná

Paraná Trifásico já alcança 7.913 quilômetros de redes modernas em regiões rurais

Desde que foi lançado, em 2019, o programa Paraná Trifásico construiu 7.913 quilômetros de redes trifaseadas em todo o Estado. A extensão equivale ...

09/05/2022 às 16h50
Por: Mauricio Biriba Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: José Fernando Ogura/AEN
Foto: José Fernando Ogura/AEN

Desde que foi lançado, em 2019, o programa Paraná Trifásico construiu 7.913 quilômetros de redes trifaseadas em todo o Estado. A extensão equivale a mais de 10 vezes a distância entre Foz do Iguaçu e Paranaguá. As estruturas concluídas representam 31,6% do total previsto para a iniciativa até 2025, período em que estão sendo destinados R$ 2,7 bilhões para a construção de 25 mil quilômetros de redes em áreas rurais. Somente em 2022, o programa vai investir R$ 450 milhões em 4 mil quilômetros de novas redes.

A substituição das antigas estruturas monofásicas por trifásicas está proporcionando energia de maior qualidade à população rural, contribuindo para o desenvolvimento do setor agroindustrial paranaense. Na prática, toda a espinha dorsal da rede de distribuição na área rural está sendo trifaseada, substituindo a tecnologia que marcou a primeira grande revolução elétrica no Interior, nos anos 1980.

“O Paraná Trifásico é uma das principais iniciativas para garantir infraestrutura de qualidade ao setor produtivo do Estado. Esse investimento ajuda a garantir a segurança energética de que precisamos", ressalta o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Nosso principal objetivo é que a população do campo possa contar com energia elétrica de qualidade e que os produtores tenham todo o apoio necessário para crescerem ainda mais”.

O presidente da Copel, Daniel Slaviero, explica que, para além dos números e da tecnologia empregada, o programa está promovendo um salto na qualidade do fornecimento de energia à área rural. “A construção dessas redes faz com que a rede rural fique muito mais robusta, funcione com mais eficiência, o que na prática significa conforto e qualidade para a população do campo”, explica.

NOVAS ESTRUTURAS– O trifaseamento aumenta a interligação entre as redes, criando o chamado efeito redundância no fornecimento. Isso significa que as redes que hoje estão próximas, porém não se “conversam”, passam a ser interligadas. Assim, se acabar a energia em uma ponta, a outra garante o abastecimento. E, em caso de desligamentos, os produtores rurais terão o restabelecimento da energia mais rápido.

Com o programa, a Copel melhora a qualidade no fornecimento de energia para o campo, renova seus ativos e garante mais segurança aos seus funcionários e à população. Os novos cabos com capa protetora isolante têm nível de resistência reforçada quando atingidos por galhos de árvores ou outros objetos. Os antigos cabos eram “nus”, sem proteção.

2022– O programa fechou 2021 com 6,5 mil quilômetros de novas linhas trifásicas e, em 2022, deve chegar a 10,5 mil km de novas linhas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Francisco Alves - PR Atualizado às 03h30 - Fonte: ClimaTempo
14°
Poucas nuvens

Mín. 12° Máx. 26°

Qui 22°C 14°C
Sex 21°C 15°C
Sáb 20°C 15°C
Dom 19°C 16°C
Seg 28°C 14°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias